Importância da certificação de pneus de bicicleta e aquecedores solares para os consumidores

0
0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Saiba a importância da certificação de pneus de bicicletas e aquecedores solares para a segurança do consumidor

PNEUS DE BICICLETA

Antes de tomar a decisão de qual pneu comprar de bicicleta, o consumidor deve se atentar para sua segurança, o pneu correto para qualquer que seja o tipo de pedalada, seja lazer, trabalho e/ou esportes.

Existem diversos fatores que devemos considerar na hora de escolher o pneu perfeito para sua bicicleta, como por exemplo o diâmetro, largura e tipo de terrenos que serão utilizados.

No diâmetro o aro mais comum para BTT’s – bikes todo terreno, é o 26, porém o 29 e 27,5 estão ganhando espaço, para a questão da largura se o usuário for utilizar o pneu para asfalto, por exemplo os pneus 1.0” e 1.5”, são as melhores opções, já para trilhas o mais adequado são os pneus entre 1.8’’ e 2.4’’, porém caso a pratica seja o downhill o pneu ideal deve ter uma largura acima de 2.1”. Para a prática de MTB(Montain bike) por estar sempre em terrenos irregulares aconselha-se o uso de pneus que apresentam borrachas mais duras, assim você aumenta a durabilidade do mesmo.

De um tempo pra cá os pneus de bicicletas vem cada vez mais ganhando tecnologias no processo de fabricação, o mercado exige novas tendências. Atualmente, por exemplo, temos disponíveis no mercado pneu com tecnologia antifurto, pneu sem câmara (Tubless) que utilizam em seu interior um liquido Selante, inclusive alguns fabricantes até fabricam pneus com estruturas em Kevlar, que podem ser dobrados e colocados na mochila.

Essas atualizações nos pneus, por afetarem diretamente o cliente final, no Brasil o INMETRO publicou a Portaria n.º 595, de 07 de dezembro de 2018, considerando a necessidade de aperfeiçoar os requisitos técnicos e de avaliação da conformidade obrigatórios para pneus de bicicletas de uso adulto, nessa Portaria é definido todos os requisitos necessários para realização da certificação dos Pneus bem como as obrigações e responsabilidades dos fabricantes e importadores, para poderem atuar no mercado Brasileiro. Quando o produto passa em todos os requisitos o fabricante deve ser gravado na lateral do pneu o símbolo do INMETRO acompanhado de 6 números / ano.

A Portaria 595/2018 também define que a certificação de pneus de bicicleta é compulsória por essa isso nunca compre ou utilize um pneu que não contenha a marcação do “INMETRO”, essa é uma segurança que o consumidor deve sempre se atentar, pois é a maneira que o cliente final pode evidenciar que o pneu adquirido, passou nos requisitos mínimos de segurança obrigatórios pelo mercado Brasileiro.

O Bureau Veritas realiza a certificação desses pneus, conforme exigência da portaria do Inmetro.

 

AQUECEDORES SOLAR

 

Como funciona a certificação de equipamentos para aquecimento solar de água?

Equipamentos para aquecimento solar de água são compreendidos como: os coletores solares, os reservatórios térmicos e os sistemas acoplados.

A certificação dos coletores solares e reservatórios térmicos é realizada por família de produtos, considerando as similaridades entre os modelos, conforme critérios pré-estabelecidos pelo regulamento. Já a certificação dos sistemas acoplados é realizada para cada modelo do produto.

A portaria do INMETRO nº 352/2012 estabelece os requisitos para a avaliação destes produtos, com foco na segurança, no meio ambiente e no desempenho energético, sendo previstos dois modelos de certificação distintos, dentre os quais o fornecedor pode optar.

O modelo mais comum, chamado de Modelo de Certificação 5, consiste na análise da documentação técnica do produto, auditoria do Sistema de Gestão da Qualidade do processo produtivo, com base em alguns requisitos da norma ABNT NBR ISO 9001:2015, auditoria do processo de tratamento de reclamações(SAC), e ensaios em laboratório para avaliar os requisitos de segurança e eficiência energética. O solicitante da certificação deve encaminhar a documentação necessária ao organismo para que realize a separação das famílias e defina o plano de ensaios. Sendo concluídas todas as etapas satisfatoriamente, o Certificado de Conformidade é emitido, com validade de 6 (seis) anos. Neste caso, para a manutenção do certificado, deverão ser realizadas novas auditorias e ensaios parciais a cada dois anos.

A segunda opção, chamada de Modelo de Certificação 3, contempla as mesmas atividades do modelo anterior, exceto a avaliação do Sistema de Gestão da Qualidade do processo produtivo. Entretanto, neste caso, o Certificado de Conformidade tem validade de apenas 4 (quatro) anos e os ensaios para manutenção da certificação devem ser realizados anualmente.

O Bureau Veritas está devidamente acreditado para realizar a certificação desses aquecedores, conforme exigência da portaria do Inmetro.

Por Amanda Strumiello, Gerente de Certificação de Produto no Bureau Veritas Certification

Compartilhe

Sobre o Autor

Comentários no Facebook